Revista Sucesso

Atualizado em 11/11/2016

Educação

Na Apoena, as crianças são protagonistas

Para a diretora pedagógica Gisele Favoretto, aprendizado vem da experiência

Da redação

O nome Apoena, palavra tupi-guarani que significa “aquele que enxerga além”, diz muito sobre o projeto pedagógico que Gisele Favoretto de Oliveira idealizou quando fundou a Escola Apoena, em Londrina. Ela conta que queria criar um espaço onde as crianças pudessem florescer suas ideias, desenvolver-se culturalmente e conhecer o mundo e a si mesmas, através da empatia um pelo outro. “Educação, pra mim, é uma paixão. Acredito que ela possa mudar vidas e é nesse sentido que trabalho todos os dias.” Para ela, quanto maior o contato dos estudantes com elementos que despertem seus sentidos, maiores suas capacidades de imaginar e criar. Por isso, na Apoena, os alunos aprendem a bordar, dançar com tecidos, resolver desafios matemáticos, vender, recitar poesias, experimentar na ciência, tocar instrumentos, cozinhar e conversar em inglês, entre muitas outras atividades.

“Hoje, as crianças têm mais acesso à informação. Mas o que vai fazer aquele contato ter sentido é a mediação que a escola faz.” Para isso, a diretora pedagógica conta com o apoio de uma competente equipe de educadores e pesquisadores. "Professores que inspiram, que instigam o aluno a querer descobrir, que escutam e incorporam suas ideias na sala de aula. Nosso currículo é flexível e valorizamos muito o trabalho em grupo.”

O espaço físico é mais uma escolha da Apoena. Muito verde, terra, pedras, areia e árvores frutíferas compõem o cenário, para que as crianças acompanhem as mudanças da natureza. A alimentação, preparada na escola de forma cuidadosa, sob a orientação de uma nutricionista e com ingredientes selecionados, lembra aquela comidinha caseira, simples e saudável. Através da culinária, as crianças são estimuladas a experimentar, conhecer culturas, adquirir hábitos saudáveis e partilhar.

Para Gisele, quando a criança tem sua infância respeitada, ela tem possibilidades maiores de se conhecer e descobrir. “É preciso assegurar esse direito de viver a infância. Mesmo sendo um direito assegurado por lei, muitas vezes os adultos passam por cima disso, antecipando o amadurecimento e sobrecarregando a infância com atividades próprias do universo adulto. Prega-se uma cultura de massificação, como se quisessem que todos fossem iguais e pensassem da mesma forma. Aqui, ao contrário, queremos que as crianças sejam protagonistas e achamos ótimo que sejam diferentes.”

O resultado de todo esse trabalho está no sorriso pleno de cada criança. “Quando a infância lhes é assegurada, elas permanecem curiosas, se dedicam e estudar se torna um processo natural. Construímos tudo com muita criatividade, mas também disciplina e persistência”, conclui.

Escola Apoena
Berçário, Educação Infantil e Fundamental I
Rua Senador Souza Naves, 1739
Londrina-PR
(43) 3342-0296
www.escolaapoena.com.br

apoena, educação, escola, crianças, educação infantil
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Leitura na adolescência estimula a criatividade...
  2. Aprimorar os conhecimentos estudando em casa é...
  3. UNICEF alerta para o risco de aumento do trabalho...
  4. Como a escola pode contribuir para conter a...
  5. Férias escolares, os riscos de acidentes e como...